28.10.08

Desamor


Meu grande presente de aniversário, no dia 5, foi a ida do Gabeira para o segundo turno da eleição municipal, com chances reais de vitória. Há tempos não me empolgava com uma eleição, e acompanhei com interesse e espírito de torcida cada resultado divulgado de pesquisa. Por isso, sinto-me arrasada com o resultado das urnas ontem, uma derrota por diferença ínfima, 55 mil votos, ainda por cima sabendo que a abstenção foi de quase um milhão de eleitores. Sei lá se o domingão de sol e calor combinado ao feriado do dia do funcionário público convenientemente antecipado para segunda teve influência decisiva. O que sei é que teremos mais do mesmo, mais da mesma politicagem de sempre camuflada no discurso bocó do bom administrador, síndico etc. A pilantragem toda comemora. Por aqui, só o cansaço, cansaço. E pior de tudo é saber de gente com discernimento que não votou no Gabeira por uma tal fidelidade ideológica ou algo semelhante, não votou por se considerar de esquerda, qualquer coisa assim, como se isso fosse mais importante do que a cidade onde se vive.
Pois não é.
Acabamos de perder uma chance rara de fazer alguma diferença.
Essa declaração de desamor ao Rio de Janeiro, eu confesso que não engulo, não.
-

4 comentários:

Marcus disse...

Bem, como disse o Pedro Doria, a entrada de Gabeira na disputa tornou a eleição melhor. Antes a cidade estava entre Crivella e Wagner Montes.

Não sei se isso serve de consolo pra vocês cariocas. Mas eu gostei dessa união suprapartidária em torno dele, e achei que a esquerda carioca mais uma vez deu vexame, mais um de uma longa série...

Hellen (hellenmise@hotmail.com) disse...

Ô querida, nem me fale. Se vc ficou decepcionada, imagine eu que trabalhei nessas eleições e vi que nas 4 seções da minha zona eleitoral o Gabeira ganhou com votos e mais votos de vantagem. Fui pra casa tão confiante e reconfortada, pra na segunda tomar um choque desses. Não tem jeito: mais de 1.000.000 de cegos (adeptos do pão e circo) preferiram viajar no "feriado prolongado" mesmo temendo a vitória do Paes, já que diversão é mais importante que cidadania. Que aguentem então os 4 penosos anos que teremos pela frente. E que o povo tenha o governante que merece. Que Deus nos ajude!

Anônimo disse...

Triste, triste, ana, mas o gabeira não perdeu, ganhou, nós é que perdemos feio.
beijo,
clara lopez

Anunciação disse...

Pois é;eu detesto o psdb desde sua origem mas votei no candidato pq não suporto gente arrogante arrotando eficiência que não vai ter,colocando o nome do presidente como estandarte como se isso resolvesse os problemas da cidade.Detesto gente metida a sebo.Sabe,fiquei admirada com a derrota do Gabeira e meu filho disse que foi melhor para ele e quem tinha perdido era o Rio.Um beijo e guenta firme.