28.2.07

Um dia na vida da pessoa de férias

Situação 1.
Eu em casa, relax. Liga cunhada nº 2. Aflita. Imaginem que saiu de casa, deixou a diarista trabalhando, e, sem perceber, trancou a coitada lá dentro. E o pior, na casa não tem telefone ainda, porque ela se mudou há pouco e está só com celular. Então a diarista fica tensa. E liga pro porteiro. Que, sei lá como nem por que, tem o telefone do meu sogro. Que então liga pra cunhada. Que está no trabalho. E por isso liga pra mim, que moro perto. Porque aqui tem uma cópia da chave dela, pra emergências. Mas eu não sei onde está a chave. Porque quem guardou não fui eu, foi o marido. Que está em São Paulo. E disse que estaria num lugar -- onde não estava. E toca a procurar. Achei, achei! Ela exulta do outro lado da linha. Lá vou eu, nesse calor, libertar a outra. Coitada. Que encrenca. Espeto, como diria o Nelson. Ganhei pontos no céu, hein.

Situação 2.
Amiga liga: Me ajuda, tenho que comprar as passagens de trem no site francês, tenho medo de errar, faz comigo no telefone? Eu ali, no meio do Seinfeld. Claro, vamos lá. Clica ali tá vendo? Oui, aller-simple. Agora onde está escrito assim. Vai, agora preenche com a data. Eu falando e fazendo, ela fazendo do outro lado. Comprar 6 passagens de uma vez. Agora clica ali em reservar. Choisir cette aller. E pra mim apareceu tudo direito. E pra ela disse que infelizmente já não havia mais passagens disponíveis para aquele trem. Claro, porque EU tinha reservado as últimas. Ai, Je-sus. Tive que eu fazer as compras, no final das contas. Contando ninguém acredita.

3 comentários:

Lu Thomé disse...

hehehehehe... Céu garantido, querida. Beijos!

Lord Broken Pottery disse...

Anna,
A diarista já tinha terminado o serviço?

anna v. disse...

lord broken pottery, ainda não. ela tentou sair para tirar o lixo quando se tocou que estava presa.