14.9.11

Ah, a Bienal

Fui 3 vezes à Bienal que terminou no domingo. Não entendo como pode ser um sucesso tão grande de público, mesmo sendo tão longe (no RioCentro, nome que é uma piada pronta), mesmo tendo que pagar para estacionar e para entrar, mesmo os livros custando o mesmo (ou praticamente) que na livraria, mesmo as opções de comida sendo os horrores caríssimos de sempre, mesmo com as filas imensas para ir ao banheiro, comer cachorro quente ruim ou simplesmente para pagar uma compra no caixa do estande.
Mas o fato é que as pessoas vão, na casa das centenas de milhares, para curtir a Bienal, que é na verdade uma enorme livraria dividida em três pavilhões. E as pessoas gastam, e como gastam. Incrível como vão para lá com a disposição de comprar muitos livros e deixar um bom dinheiro. Fico me perguntando se leem todos os livros que compram.
Eu acho divertido, porque sempre encontro um monte de colegas do mercado editorial, fico sabendo das últimas fofocas, vejo que editoras afinal compraram os livros que nós deixamos de contratar (aqueles que a gente fica torcendo para ser um fracasso, já que não publicamos). E sempre tem os eventos com autores nossos, que é uma parte muito gostosa, conhecer os autores, conversar com eles etc.
Mas o mais legal é ficar no estande observando quem está comprando os livros que a gente se esforça para publicar. Porque nós, os operários do mercado editorial, vivemos num universo totalmente à parte do consumidor final, e a Bienal é uma rara oportunidade de observar o leitor em ação, exercendo sua escolha, comentando com o amigo, recomendando um livro etc.
Os leitores do Rio foram à Bienal? Compraram muito livro?

3 comentários:

Clara Lopez disse...

Anna, nem me passa pela cabeça ir a Bienal, nunca fui nem quando era jovem e tinha pique pra essa maratona. Sempre tive a sensação de que esse evento era para (vai, me perdoa a pseudo pretensão) para quem lida com livros amadoristicamente, eu sempre lidei com eles como material de trabalho, nunca comprei bestsellers, até me aposentar ::)

De todo modo, morro de curiosidade quanto a sua editora, seu trabalho, deve ser interessante mexer com "o detrás" da obra:)

beijo,
clara

Clara Lopez disse...

Oi, anna, aí vai o link no estante:

http://www.estantevirtual.com.br/
veraqueiroz4

bjo, clara

la vache qui rit disse...

oi, linda. eu fui na abertura e p dar conta de compromissos de trabalho, os seminários q a bn organizou a a exposicao bacaninha q fizemos lá. mas é o OPOSTO do ambiente acolhedor onde costumo comprar livros - travessona da r branco, travessinha da travessinha, leonardo (acostumei c a *grosseria* francesa hehehe) a folha seca e a galaxia, da r. mexico. mas p apresentar o mundo maravilhoso dos livros p as criancas e adolescentes eu curto. muitos onibus do interior vao p lá e como vc bem sabe, nao existem livrarias por aí, ainda mais livrarias de estimação, como nós, sortudamente (sic) temos. no mais, acho uma roubada daquelas.