11.2.08

A canção infantil em debate (I)

Uma breve análise sobre o cancioneiro que embala nossas crianças
Estudo de caso: Boi da cara preta

Boi, boi, boi,
Boi da cara preta
Pega essa(e) menina(o)
Que tem medo de careta

A letra já indica que a canção vem de tempos imemoriais. Afinal, hoje em dia uma música dessas seria violentamente atacada pelos movimentos de, err, igualdade racial. Mas de fato o boi não precisava ser da cara preta. Só a imagem de uma cabeça bovina, seja branca, preta ou malhada, já é meio assustadora. (Talvez não para quem cresceu na fazenda, mas eu tenho medo de bois.) Escrevi "cabeça bovina", mas a escolha do termo "cara" parece dar um caráter ainda mais assustador. Como é a "cara" de um boi? Medo, medo.

O teor dessa canção é de puro terror. É uma ameça velada, e injusta. Porque medo de careta, convenhamos, todos nós temos. Qual o problema de ter medo de careta? Por que a pobre criança deve ser penalizada por ter medo de careta? Se fosse "pega essa menina que não quer dormir", "pega essa menina que está chorando", vá lá. Mas pegar a coitadinha porque ela tem medo de careta? O que nos leva a outra questão: quem estava fazendo careta para o bebê? Essa pessoa cruel e sem coração é que deveria ser pega pelo boi da cara preta.

A repetição da primeira nota em "Boi, boi, boi", numa região grave, acentua o caráter "bovino" da canção. A melodia é simples e funcional, em pequenos movimentos ascendentes e descendentes, que praticamente pedem a presença de uma segunda e até terceira voz harmonizando. Para pais e mães músicos. Ou então, chame os Swingle Singers ou o Take 6 para dar uma força.

7 comentários:

Anunciação disse...

Gente,quase me mijo de rir.Fiquei parecendo uma maluca gargalhando quase sufocada na frente do pc.Que maravilha de post.

Alena disse...

Pois é, menina, entrei na linha d eprodução e corri atrás de vocês. Desde já, no início ainda, posso dizer : não há nada melhor que ser mãe.

Marcus disse...

Hahahahaha. Adorei. Lembrei daquele fantástico esquete da TV Pirata, "Piada em debate", que o Inagaki linkou há algum tempo.

Cacá disse...

Anna, ótimo post. Me lembrei de um vídeo de um comediante (acho que é Rafinha o nome dele) que tira sarro da canção "Nana nenê".
Eu canto pra Mariana umas musiquinhas da minha infância, como "Se essa rua fosse minha", "Aquarela" do Toquinho, algumas do Balão Mágico, que tem melodia calminha e gostosa.
Beijão pra vc e pra sua Maggie Simpson. (aqui em casa a Mariana tb é conhecida como Maggie).

anna v. disse...

Alena, bem-vinda ao clube! Tenho certeza que você vai adorar. Qualquer dúvida, hein? Tamos aí.
Marcus! Onde é que eu estava com a cabeça que nunca procurei Piada em Debate no YouTube?! Tenho as melhores lembranças desse quadro, muito bom!
Cacá, essas canções também serão abordadas. Conto com a participação de todos para abrilhantar o debate!
:-)

Anônimo disse...

Essa foi ótima, Anna!
Quase morri de rir!
Um abraço,
Cláudia

Anônimo disse...

muito legal o post