8.2.08

O bolo

Da série: as coisas que a maternidade faz.
Mathilde completou um mês no domingo de carnaval. E eu resolvi fazer um bolo para comemorar o fato. Já posso colocar no meu livro do bebê: aos 31 anos, fez o seu primeiro bolo.
Na verdade, entrei numas de que "mães fazem bolos". (A minha nunca fez, but.) Pesquisei na internet uma receita de bolo simples, tradicional, branco. Começar do início, um passo de cada vez. Tive que pedir emprestada a batedeira, um item que foi limado da lista, com risinhos à esguelha, quando fizemos o nosso chá-de-panela, só três anos atrás. (Dica! Dica! Quem quiser me dar um presente...)
Chamamos a família e uns poucos amigos, a casa lotou, o evento durou quase dez horas. Mathilde se comportou bem, eu fiquei exausta, a casa, uma zona.
Mas o bolo, que eu singelamente constrangi todos a experimentarem (com sorvete, por garantia), ficou realmente muito bom.
No próximo mês eu faço outro (mas sem festinha), depois outro. De modo que, quando ela tiver idade suficiente para comer bolo, estarei a ponto de apresentar cascatas de damasco e riachos de chocolate, num bolo de cinco andares.

Com a mão na massa

Untando a forma com muita técnica

Tá- dááá!

11 comentários:

Anunciação disse...

Deu vontade de comer!Parabéns a Mathilde!

Anônimo disse...

Olha, anna, tenho de ser sincera, ele pode estar gostoso, mas não tá parecendo bolo de festa não, viu? ::) mas tenho certeza de que vc vai ficar craque, matilde tem muitos aniversários pra vc treinar ::))
um abraço,
clara lopez

LadyoftheFlies disse...

Parabens a Mathilde pelo des-aniversario e parabens a voce tambem pelo bolo! Eu tenho 3.5 e uma bateira Kitchen Aid daquelas chiques e nem assim consigo fazer um bolo que nao saia embatumado. Para mim seu bolo ficou lindo, se tiver dicas por favor compartilhe com as visitantes nao tao prendadas do seu blog.

carla disse...

só uma pergunta: o bolo era de caixinha?
Se não era, vc está de [muitos] parabéns.

Isabella Kantek disse...

Felicidades Mathilde e família! É assim mesmo, Anna, devagar e o livro de receitas chega lá. Receitas de bolo, digo. =P
Beijo.

Cacá disse...

Hei Anna, parabéns duplo: pelo primeiro mês de vida da filha e tb pelo bolo, que ficou com uma cara muito boa. :)

anna v. disse...

Clara, quem vê cara não vê coração. Mathilde não liga para aparências. :-)
LadyOfTheFlies, o que é um bolo "embatumado"? Dicas? Bom, acho que ainda não estou podendo... Mas sei que o importante é: não abrir o forno antes de o bolo crescer, e separar as claras das gemas, e bater as claras em neve e colocar por último, para que o bolo fique mais fofinho.
Carla, não era de caixinha, não. Foi à moda antiga: margarina, farinha de trigo, açúcar, ovos, leite e fermento. E amor, claro!
Isabella, sim, eu tenho fé. Como disse, aguarde os progressos dos próximos meses - ou melhor, dos próximos anos, hehe.
Cacá, eu também achei que ficou lindo. Mas eu sou suspeita...

Anônimo disse...

oh, anna, não fique triste com meu comentário, é que minha noção de bolo de aniversário é assim tipo cheio de glacê branco ou rosa, enfeitado de florzinhas, com 'parabéns' escrito em cima, enfim, bobagem pura. Claro que seu bolo está com cara ótima e devia estar bem gostoso. E vc tem razão, o que importa é que foi feito com amor :)
um abraço,
clara lopez

anna v. disse...

Clara, imagine, não fiquei chateada. Entendi o que vc quis dizer. E claro que com o tempo vou me especializando mais e mais nas frescuras confeiteiras...

Alena disse...

Anna, quando inventei de morar junto, entrei nestas de que mulher juntada temq ue fazer bolo. Solei um monte até aprender... Segredo: quanto mais faz, melhor fica. Acerta a mão e não erra mais. Se demora... hum... esquece os procedimentos e é um eterno reiniciar. É que são muitos detalhezinhos...

LadyoftheFlies disse...

Oi Anna,
So hoje consegui voltar por aqui com calma e vi sua pergunta. Espero que nao seja tarde demais para te explicar o que e um bolo embatumado. Nao sei se a palavra e exatamente um regionalismo, mas la em Minas um bolo embatumado e um bolo que nao cresceu, que quase queimou por fora mas ficou cru no centro. Minha vo (que como toda vo mineira era cozinheira de mao cheia) nos explicava que o bolo embatumava quando ficava sem ar, ou seja, e a "falta de ar do bolo" - e toca a meninada a bater o bolo com forca redobrada! Tem alguma palavra para isso ai no Rio?
Um beijo e parabens pela Mathilde, essa Maja de Fraldas esta muito linda!
Raquel