2.1.07

Com o pé direito (no acelerador)


O réveillon foi bacana, com os melhores amigos ali juntos e exercitando a amizade. O ruim foi que sobrou quase toda a comida que tinha dado tanto trabalho pra comprar e preparar, e ainda passamos o dia 01/01 arrumando a casa. Que canseira.
E pra completar a boa entrada do ano, levei comigo uma parte do portão da garagem do prédio do tio do meu marido. Tipo barbeiragem completa. Tá certo que é uma garagem não muito amigável, que tem que descer de ré num espaço mega-ultra-apertado. Mas mesmo assim. Arranhou uma parte do nosso carro e caiu um pedaço do fachada do prédio (!). Tudo por causa dessas porcarias de portas de garagem que fecham sozinhas depois de 10 segundos, e você tem que correr pra frente ou pra trás pro portão não esmagar totalmente o carro (e quem estiver dentro). Pensa rápido, pensa rápido, fui com tudo. As pessoas na rua ficaram olhando assustadas, eu tentando fingir que estava tudo normal.
Ainda bem que eu não acredito nessas coisas de que o ano vai ser de acordo com o que acontece nos primeiros dias.

5 comentários:

osvjor disse...

uma boa lembrança: essas portas de garagem precisam entrar na lista de pragas do século passado... fui visitar um parente que, na maior das boas vontades, me mandou estacionar na garagem do prédio dele... na saída, tive que frear por causa dos pedestres e a porta gilhotinuou meu carro... o porteiro, assustado, com o dedo no controle, disse que nada podia fazer, embora eu ache que na verdade ele estava distraído... tempos depois, o tal parente disse que havia acontecido o mesmo com ele...

anna v. disse...

Que loucura, né? Acho esse esquema um convite ao acidente. Tão mais simples apertar um botão pra abrir e depois apertar de novo pra fechar...

MegMarques disse...

Sua resolução para o Ano-Novo:
- em 2007 eu aprendo a dirigir direito.

hihihihi, tô brincando, linda.
Eu também tenho várias escoriações no carro por conta desses malditos portões de controle remoto.

bjos

anna v. disse...

Meg: é ruim, viu? virar uma ás no volante é a última das minhas prioridades. O que eu dirijo dá pro gasto, tanto que barbeiragens como esta são inéditas no meu prontuário. Enfim, não dirijo super bem, mas estou pouco me lixando. Mil outras coisas mais importantes pra me ocupar... Beijos!

Camilo disse...

O problema é uma pecinha em frente ao volante - hehehe.
Brincadeirinha.

Ufa! Ainda bem que no meu prédio tem um sensor que impede que o portão desabe sobre o carro. Embora, confesso, não confio muito nele não...

Feliz dois MILLE sete, digo,
FELIZ 2007!!!