16.8.07

Schadenfreude (de novo)

Já escrevi aqui uma vez sobre Schadenfreude, o sentimento de prazer com a desgraça alheia para o qual os alemães dedicaram uma palavra.

Também já escrevi mais de uma vez (aqui, aqui) sobre a guerra particular contra os mosquitos que travamos em casa.

Pois é com imenso júbilo que posso, agora, juntar esses dois assuntos! Volto a falar sobre Schadenfreude para contar da minha alegria com o presente que F. me deu, uma raquete elétrica mata-mosquitos (essa da foto). Serve para aplacar o complexo sádico que habita cada um de nós. Você aperta um botão, a raquete se eletrifica, você encosta no mosquito, faz uma fagulha, bzzzz, e ele vai rodopiando para o chão. Estou feito criança, louca para que apareça mais uma vítima para o meu brinquedinho!


7 comentários:

clara lopez disse...

Ana, no pouco tempo que tenho de leitora do seu blog já me diverti muito e vi que temos pelo menos duas coisas em comum: a sanha assassina contra mosquitos e a primeira vez em que alguém cedeu lugar no metrô. Detalhe: nunca estive grávida, mas tomo a deferência como elogio, embora fique uma certa dúvida: será que a figura pensa que eu 'ainda' posso ter filhos (oba, tô parecendo jovem), ou então 'estou definitivamente acabada', mas sento com convicção do mesmo jeito, e adoro! :)
um abraço,
clara lopez

Anunciação disse...

Minha filha leu o post e perguntou:se o mosquito estiver na pele da gente,será que dá certo,a gente não pega choque também?

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito original, parabéns 2x!
rsrs...
=]

anna v. disse...

Clara, eu achei chiquérrimo isso de darem o lugar no metrô, na mesmoa proporção que acho uó lutar contra os mosquitos.
Anunciação, diz a embalagem que dá choque, sim, não pode encostar nem molhar. Mas é só botar o maldito pra voar e fazer VAPT com a raquete, que ele cai eletrocutado. hahaha! Morra, infiel! (surtando)
Elza, obrigada pela visita. Não fiquei sabendo dessa indicação, não...

Eduardo Rodrigues disse...

Anna! Onde eu compro essa raquete?!

Guutal

anna v. disse...

Eduardo, aqui no Rio, me disseram que vende na MultiCoisas.

Alena disse...

Menina, o instinto destruidor do ser humano anda a mil. Eu acabei de comprar uma fragmentadora de papéis para ver as tirinhas mínimas de grande parte de minha vida em apostilas e diários e contas guardadas ir parar no lixão em enormes sacos de lixo.