29.12.08

Gostar é reconhecer

Já dizia alguém, sei lá quem, um desses teóricos da sociedade de consumo.
Gosto muito dos blogues linkados aqui à esquerda. E, claro, um dos motivos é que me reconheço um vários deles.
Tome-se por exemplo este post da Frida Helê sobre Brothers and Sisters. Poderia eu tê-lo escrito. Não cheguei a ponto de pegar a caixa na locadora, perdi vários episódios, principalmente da primeira temporada. Mas, como em qualquer novela, isso não importa, no capítulo seguinte você já deduziu e entendeu tudo que perdeu. A verdade é que gosto muito da série, pelos mesmos motivos citados pela Helê. Tanto que, nas noites de quarta, Marido já sabe que "vou ver minha novelinha americana". Também continuo fã de House, é claro. E também acho que uma vez por semana é ideal para esse tipo de dramaturgia. De resto, tenho que confessar que:
- gosto mesmo é da Kitty e do Kevin
- adorei esse reencontro com Rob Lowe, meu super ídolo do tipo poster na parede do quarto preso com durex de quando eu tinha 12 anos
- acho muito estranha aquela Holly que fala com o queixo projetado pra frente
- detesto aquela Julia, mulher do Tommy; aliás, casalzinho chato toda vida
- quando vejo aquela Sarah super linda e competente tenho vontade de fazer vestibular para administração de empresas e me tornar presidente da Ojai Foods
Pronto, falei!

Outra sintonia fina esta semana foi com este post da Deh sobre lista de material infantil do maternal. Mathilde começa na creche na primeira semana de janeiro, e a lista de material... Gente! Na verdade são duas listas: uma de material individual (fraldas, mamadeiras, mudas de roupa etc.) e outra de material "comunitário". Preciso me atualizar. Tem muita coisa ali que nem sei o que é. Fitilho, TNT... Como diz Marido, "na minha época, TNT era dinamite". Era mesmo, e do desenho do Coiote. E se serve de consolo, Deh querida, além da mega lista, que inclui até mesmo "100 copos descartáveis para os eventos", ainda tem duzentoseoitentareais de taxa para o resto do material comunitário. $alve-se quem puder.

6 comentários:

Maria Angélica disse...

Anna, fique atenta à lista e, porque tem muita escola que pede material que legalmente nào pode ser pedido aos pais, e acho que "copos descartáveis para os eventos" (ou mesmo para o dia a dia) é um desses casos. A creche é pública? Se não é, e cobra mensalidade, material de uso comum não pedagógico é obrigação da escola fornecer, não? Já vi escola pedindo até papel higiênico, acredita?

Maria Angélica disse...

e eu sei o que é tnt. inclusive já usei. hohoho

Liliane disse...

Ah, o incrível mundo das crianças... Eu também aprendi recentemente o que é TNT tecido não tecido para os íntimos!!! E as listas de escola são um absurdo completo... Eu não levo tudo que pedem, de forma alguma...

Anunciação disse...

O bom disso tudo é quando vc chega aonde estou:nada mais de listas de material,nem de livros.Feliz escola nova pra todas.Queria ver Mathilde de "uniforme"hehe.

Helê disse...

Anna, somos praticamente "gêmalas" em B&S - eu inclusive dizia "vou ver minha novelinha americana" pro marido(quando tinha um). Juro.
Tb acho a Sarah tu-do (muito praquele marido, inclusive).
M-e-u Deus, como o Rob Lowe envelhece e consegue ficar ainda melhor?! O cara fica bem até de óculos!
A proximidade da Holy com a família é meio too much pra mim, mas se não fosse assim não teríamos cenas memoráveis entre ela e Nora.
Adorei dividir essas preferências contigo, Anna. E amei esse título, viu?
Beijão,
Helê

anna v. disse...

Meninas, ignorei algumas coisas da lista também. Mas que é um absurdo, isso é.
Helê, tb adorei. Estou até me animando para pegar a 1ª temporada na locadora, quem sabe...