27.1.10

Casamento é uma caixinha de surpresas


Quando você conhece uma pessoa desde 1992, namora com ela desde 1994, mora junto desde 2005 e tem uma filha em comum desde 2008, dá para supor que já sabe tudo sobre essa pessoa, conhece de trás pra frente etc. Certo? Claro que não. Há sempre uma surpresa pairando. Diálogos assim.

-- Napolitano?!
-- Hein?
-- Você comprou sorvete napolitano?
-- Comprei.
-- Não acredito.
-- Por quê?
-- É horrível. Sorvete de festa de criança.
-- ??
-- Podendo comprar qualquer sorvete, você escolheu napolitano?!
-- Mas eu gosto, ué!
-- Como gosta? Napolitano é horrível, fica sempre cavucado o chocolate e ninguém come o morango.
-- Eu gosto do morango.
-- Não é possível!
-- O sorvete é meu, o siso arrancado é meu, eu compro o sorvete que quiser.
-- Humpf. Vou ao mercado comprar um sorvete de gente grande.

3 comentários:

Clara Lopez disse...

Seu marido descreveu o napolitano à perfeição ::)) eu também acho super sem graça, e fico atrás só do chocalate quando ele cai aqui na minha geladeira... sou sempre a favor do chocolate, mas em função dos quilos a mais, tenho ficado nos sorbets, que nem sempre são sem graça...:)
beijo, melhoras,
clara

Maurício Caleiro disse...

Eu adoro napolitano, e a parte de que menos gosto é a de chocolate...

Anunciação disse...

Pois é.rs.Eu prefiro Alpino;será esse de gente grande?