18.8.12

St. Patrick's


Não pude evitar a tristeza com a notícia do fechamento do Colégio St Patrick's do Leblon, onde estudei dos 6 aos 13 anos. Tenho ótimas lembranças de lá: aprender frações com barras de chocolate, campeonato de tabuada, jogo de queimado no recreio, aulas de flauta doce e de teatro. Foi lá minha primeira e única experiência de sair na porrada (rolando pelos corredores), com uma colega de sala, por causa de um jogo numa das olimpíadas do colégio. Lembro muito da professora de inglês, inesquecível Teacher Teresinha, com quem devo ter convivido por sete anos ininterruptos, pois que ela dava aula para todas as séries. Não me lembro de gostar particularmente dela, mas hoje sou-lhe imensamente grata, porque no St Patrick's, por ser um colégio irlandês (a dona, Miss Maureen, era irlandesa legítima, falava com aquele sotaque de quem chegou ontem ao Brasil), tinha um ensino de inglês reforçadíssimo: cinco aulas por semana, desde a primeira série. Com isso nunca precisei frequentar cursos de inglês, e o que aprendi lá é a base do inglês que falo. (Até hoje, sempre que algum anglófono me pergunta onde aprendi a falar inglês tão bem, encho a boca para dizer: St Patrick's School.) E claro, a professora de música, Maria José, já então uma senhorinha, que na época eu achava que tinha cem anos, e que nos fazia cantar maracatus, cantos folclóricos, e Villa-Lobos. Um professor de Geografia na quinta série, que me apresentou ao conceito de divisão entre países capitalistas e socialistas (era 1987 e isso existia). Acho que esse professor se chamava Pedro Paulo, e um dia ele levou uma vitrola para a sala de aula e nos pôs a ouvir "Índios" do Legião Urbana, e colocou um cocar na cabeça (!). E foi ainda esse sujeito que me ensinou o que eram "corporações multinacionais" quando passou um trabalho em que precisávamos colar numa cartolina embalagens de produtos de multinacionais, como Nestlé e Coca-cola. Fiquei tão impressionada.

Foi lá também que, em 1988, todos os alunos foram convocados para a sala da televisão para assistir ao Aurélio Miguel recebendo a medalha de ouro na Olimpíada de Seul.

E naturalmente, foi nesse colégio que fiz meus primeiros amigos (e primeiros desafetos), que percebi que as pessoas se dividem em grupinhos, que valoriza-se quem é bonito, que tem gente mais rica que outros, que aprendi sobre lealdade e traição.

Desde que mudei de escola, nunca mais voltei a entrar naquela casa verde do Leblon. Mesmo assim, lembro do Colégio St Patrick's pelo menos uma vez por ano, no dia 17 de março. É o dia de São Patrício, o padroeiro da Irlanda e da escola. E nesse dia, eu sempre procuro vestir uma peça de roupa verde, como manda a tradição.

Hoorray, Hoorray, Hoorray, It's Saint Patrick's Day!

43 comentários:

Rodrigo Arte disse...

Boa tarde:

Inicio os dizeres com os termos TAMBÉM FIQUEI CHOCADO COM O FECHAMENTO DE TAL INSTITUIÇÃO...
Pois tb estudei lá há bastante tempo (década de 80!)_numa época super importante da formação - do pré à 1a série; e imagino que até pudemos ter sido colegas..
Mencionas a professora MARIA JOSÉ (lembro e sim dela!); entrava-se no tal salão - e onde havia enormes ventiladores_e ela tocava piano e cantava junto com os alunos... Lembro tb que havia uma senhora loura que também trabalhou com ela (não me recordo o nome!).
Recordo também de algumas professoras: como não lembrar da tal teacher Teresinha? Passei horrores com ela,uma que não deixava os alunos irem ao banheiro...
No PRÉ, peguei a professora FÁTIMA: minha irmã teve aula com uma chamada HELENA (conhecida como TIA HELENINHA): no CA, a Tia Regina... E na 1a série_a tia Tereza Cristina! Os anos que estudei lá foram de 1981 a 1983. Inclusive quem estudou lá foi a filha da atriz Lúcia Alves, chamada RENATA: o apelido dela era BOZOLINA (risos_por causa do cabelo armado que tinha).
Vi que se chamas ANNA, pela minha boa memória (mostra ser pelo que relato!): não me lembro de ter alguma colega com esse nome... Quem sabe foi da turma da minha irmã (que se chama SILVIA)_e me chamo Rodrigo (prazer!)...
Pensei que tal colégio não existisse mais, pois muitos fecham: muitos do bairro não existem mais; estudei em alguns que se foram - e há em outros bairros que não existem inclusive.
E não esquecendo: lembro das tais tabuadas/das tais barras de chocolate (havia uma chamada PUCK - de embalagem laranja; deliciosa!), tal década marcou mesmo.
E vamos ao periodo contemporâneo: resido na capital gaúcha desde 1995, onde estudei TURISMO. Lá, tive cadeiras de inglês e espanhol: ingles eu já tinha estudado (no IBEU daí e am alguns cursos daqui)_esoanhol aprendi na PUC e num curso que fiz tempos depois. Inclusive quando usava o chat da tal língua... Perguntavam se eu era estrangeiro!
Acho melhor terminhando senão pode dar tilte no PC (mais risos!)...
Seria isso. E quem estava estudando lá tenha seus direitos respeitados (como está havendo problemas por causa de tal despejo).

Abraço,
Rodrigo Rosa

Anônimo disse...

... Educação seria mato!
* E bem conivente com os mostrados.

anna v. disse...

Rodrigo, acho então que somos contemporâneos, pois também fiz a 1ª série em 83 com a Teresa Cristina, e fui colega da Renata Alves por muitos anos. Que bela coincidência!
Abraços.

Lisa Vachias disse...

Puxa, que saudades dessa época. Também devo conhecer vcs. pq sou da mesma época.
E eu me lembro exatamente dessa aula do Pedro Paulo, professor de geografia. Toda vez que escuto a música Índios,do Legião Urbana, relembro até os gestos que o professor fazia com a boca, ao reproduzir, palavra por palavra, a letra da música. Foi ele que me fez entender a selva urbana do nosso mundo. E o trabalho de geografia com as multinacionais... Professora Teresinha,Maria José que saudades!As aulas de teatro, que os alunos ficavam ansiosos para fazer. E Miss Maureen que não deixava as meninas pintarem as unhas, cabelo. Ia reclamar pessoalmente e dizia que não poderia frequentar o colégio dessa maneira. Um colégio muito familiar. Lisa

anna v. disse...

Oi, Lisa. Que legal você ter chegado aqui, mais uma "alumni" do St Patrick's. Em que anos você estudou lá?

Márcia Lopes disse...

Fiquei muito triste de saber que o colégio em que meus 2 filhos estudaram, onde se sentia como se fosse uma grande família, minha filha Marina Jorge Lopes entrou em 1988 e meu filho Rodrigo Jorge Lopes 1991..Não tem Mais Mss Mauryn "verificando os uniformes todos os dias e dando seu "Bom dia" Irlandes aportuguesado..Graças a este colégio meus filhos passarm para CAP UFRJ e Pedro II um colégio alegre que levava a educação muito a sério. Ambos entraram em faculdades Federais. Hoje meu filho já casado e morandoem Londres. E minha filha que ainda sonhava em quando tiver seus filhos, coloca-las no colégio que ela escolheu, quero aquele de sainha verde.Professoras Ana, Claudia, Adriana, Eliane, Cristina, Helena, Heleninha,Nádia Dona Maria Jose e seu Cavalinho bem bom ao piano..tanta gente da qual sou grata e que não recordo o nome. Uma pena que a ganância venha destruir tantos sonhos realizados nesse prédio verdinho.. Que hoje no dia de St Patrick's tudo se resolva da melhor forma. Márcia Lopes

Anônimo disse...

Boa tarde:

Aqui é o Rodrigo - que postou o 1o comentário; como vai/vão?
Pois é... Vejo que muitos sentem/recordam desses tempos antigos.
Se fostes aluna da TEREZA CRISTINA em 83_lembro de alguns colegas: Karin Khalili/Karen Samantha/Nana/Paulo/Marcela/Pablo Somoza/Rodrigo Mola/Ana Paula Sampaio/Marcel (tinha o cabelo loiro e quando o cortava o apelidavam de ABACAXI_depois encontrei ele no IBEU do JARDIM BOTÂNICO)/Adriana Carvalho/Alois, parece que meu baú NÃO TEM FUNDOS mesmo!
Memorizo de uma professoa de inglês chamada ELIANA, outra BETH (dessa eu tinha aversão), da psicologa CLAUDIA (ou ANA CLAUDIA), da pessoa LORENE; alguém deve lembrar de um passeio feito numa fazenda/sitio perto de RIO BONITO... Saimos de manhã e retornamos à noite. O que não sai da minha mente é que OFERECERIAM FRUTAS/CARDÁPIO VARIADO; e o que tinha lá? As tais ROSQUINHAS MABEL - e eu as havia levado de casa (rs)... Foi em agosto de 1983.
Outra pessoa que me lembro era o Sr. João, da portaria: ele trabalhou lá tempos - pois minha irmã tentou voltar à tal escola (1992) e ele ainda estava lá.
Uma pessoa que foi minha colega e que era uma peste é a apresentadora/cantora MARIA JOANA AGUIAR (ela aparece em videos). Bem diferente de tal época.
E a CRISTINA (funcionária) trabalhava no CEL (Centro Educacional da Lagoa)_a vi uma vez numa filial do JB.
É isso. E quaisquer dúvidas/informações pode me perguntar.

Abraços,
Rodrigo O. Rosa

narobi@live.com

Anônimo disse...

... Depois que acessei este site-comecei a lembrar de pessoas de tal estabelecimento!
Me parecia que o ginásio era difícil_quando fui reprovado na 5a seria; eu era de outra escola - fui para outra onde alguns do SAINT PATRICK´S vinham_e diziam que era pesado esta série, aliás há uma diferença do PRIMÁRIO PARA O GINÁSIO: vários professoras/cadeiras novas. E no 2o grau mais ainda (MATEMATICA I/II, FÍSICA, QUIMICA: soube de um colégio que tinha 3 TIPOS DE QUIMICA DO 3o ANO!).
Havia no SAINT PATRICK´S um professor de ginástica chamado PAULO (ou de nome parecido)_o achava parecido com o JULIO IGLESIAS (rs).
Hoje mesmo me lembrei da cantina onde havia um casal que lá trabalhava; até se casaram na época que fui aluno - além de ser um tempo de boas guloseimas (bala jukinha/balas soft/guarda chuva de chocolate). Pena serem maléficas para a saúde.
Outra coisa curiosa*: o tal jogo QUEIMADO é conhecido aki no sul como CAÇADOR, mencionei o nome daí do RJ num curso de inglês daqui de POA e ninguém entendia_depois descobriram o que queria dizer.
Mais um pouco irão criar um site sobre o Saint Patrick´s_ e eu poderia colaborar com muita coisa.

Rodrigo

* Aqui no RS o "benjamin" que se usa em tomadas é denominado 'T'.

Anônimo disse...

(im)provavel site, http://www.saintpatricksrio40caos.net

Anônimo disse...

Óh:

Havia uma professora mara que dava AULA DE ARTES; tal ateliêh dela se situava nos fundos da escola - chamada CIDA...
Fiz trabalhos bem legais lá (tenho até hoje PORTA RETRATOS QUE FIZ EM PALITOS DE PICOLÉ!).
Uma vez ela pediu aos alunos para que levassem SABONETES para FAZER UM SACI.
Até faço tais porta retratos inspirados nos ORIGINAIS.
Devem lembrar também quando HAVIA O TAL EXAME MÉDICO. Sem falar do tal EXAME DENTÁRIO que faziam (era uma empresa chamada FLUORDENT). Muita gente temia tal (como temem DENTISTAS). Eu tinha enjoo e minha irmã até chorava!
Talvez a maior coisa benéfica que fizeram seria o tal NESCAU GRÁTIS (dados em envelopinhos tipo AMOSTRA GRÁTIS)... Desde tal época o consumo deste foi iniciado.

Valeu,
Rodrigo

http://rodrigo-arte.blogspot.com/

* Uma coisa que nunca entendi - nas vezes onde formávamos filas para a professora nos levar até à sala de aula_havia uns AUTO FALANTES num andar mais alto onde tocaram a música da PANTERA COR DE ROSA uma vez; nunca soube a razão/alias o que lá acontecia de errado sobrava msmo.

Anônimo disse...

...Deves ser a ANA CAROLINA CAMPOS FERREIRA, que entrou em tal estabelecimento em 82: no CA.
Até a vi uma vez no início de 1991 na tal VITRINE DO LEBLON_em frente à uma loja/pois ía lá com frequencia e até um dos meus pais se dava com a DONA DA CASA VERDE. Alias aquela galeria era boa mesmo.
Havia um professor de EDUCAÇÃO FÍSICA onde o achava parecido com o JULIO IGLESIAS... Me parecia se chamar PAULO!
Além do casal que trabalhava na CANTINA, a JANDIRA e o tal não me recordo: era comum levar dinheiro/moedas que não valiam e dizerem_NÃO DÁ PARA NADA (rs).
Havia as tais FILAS para subirmos até às salas de aula. No recreio, tocavam os tais SINOS: até imagino se tais se DESPRENDESSEM & CAISSEM... Risada geral!
Não esquecer na hora da SAÍDA: onde chamavam os alunos pelo nome, quando o RESPONSÁVEL chegava. Eu imitava e ouviam lá de baixo.
Como dizia o ARCO DA VELHA da RADIO CIDADE de uma capital brasileira... SAUDADE NÃO TEM IDADE!

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual o sobrenome da Tia Regina do CA.

Vanessa Cumplido

Churchill disse...

Boa noite a todos!
Sou o Rodrigo Monteiro e estudei lá entre os anos de 1986 a 1995. Sempre fui muito conhecido por falar muito sobre a Segunda Guerra Mundial (me apelidaram de Churchill... Rsrsrsrs), ouvir Nat King Cole, entre outras "bizarrices"... Rsrsrsrsrsrs...
De vez em quando, passo por lá e fico muito triste de ver o colégio se deteriorando... Boa parte da minha infância e início da adolescência passei lá... Conheci muita gente boa, tais como Pedro Paulo (Pepê), Jacir, Léo Moura, Alberto (Paicã), Renato (Bujão), Juliana Oliveira, Mariane Perissé, Renata Carvalho, Rainha, Ana Paula, Alessandra, Daniel Melo, entre outros...
Saudades da minha infância / adolescência!!!
Um Abraço a todos e parabéns pelo blog!!!

Churchill disse...

Boa noite a todos!
Sou o Rodrigo Monteiro e estudei lá entre os anos de 1986 a 1995. Sempre fui muito conhecido por falar muito sobre a Segunda Guerra Mundial (me apelidaram de Churchill... Rsrsrsrs), ouvir Nat King Cole, entre outras "bizarrices"... Rsrsrsrsrsrs...
De vez em quando, passo por lá e fico muito triste de ver o colégio se deteriorando... Boa parte da minha infância e início da adolescência passei lá... Conheci muita gente boa, tais como Pedro Paulo (Pepê), Jacir, Léo Moura, Alberto (Paicã), Renato (Bujão), Juliana Oliveira, Mariane Perissé, Renata Carvalho, Rainha, Ana Paula, Alessandra, Daniel Melo, entre outros...
Saudades da minha infância / adolescência!!!
Um Abraço a todos e parabéns pelo blog!!!

Churchill disse...

Ah!!! Também lembro dos colegas Pedro Maia, Juliana Alves, Patrícia Kato, Rosana, Maria Paula, Ana Paula, Rogério, Rafael, Alison, Isabel Cristina, Patrícia... Eita memória!!!
Um abç a todos!!!

Churchill disse...

Ah!!! Também lembro dos colegas Pedro Maia, Juliana Alves, Patrícia Kato, Rosana, Maria Paula, Ana Paula, Rogério, Rafael, Alison, Isabel Cristina, Patrícia... Eita memória!!!
Um abç a todos!!!

Anônimo disse...

...sobrenome da TIA REGINA: REGINA MARIA MAGDALENA FERNANDES, tinha uma irmã que dava aula na 4a série. Uma vez até me 'deu um puxão de orelha'. E PUXÃO DE VERDADE. Fui clamar e depois disse PELO BRAÇO. fazia cara feia para os outros semelhante "a um derrame". Com boca torta (risos!).
Tinham 2 colegas um OH mesmo. Jesse & Simone.
O 1o até meio que marginal. Morava bem + a família um credo mesmo.
A 2a: meio que violenta, uma vez roubou um dinheiro meu e comprou 4 chocolates SURPRESA. Depois se redimiu. Morava em COPACABANA (Rua Fernando Mendes).

Anônimo disse...

Pelo observado a instituição marcou. E alguns 'ilustres' idem!
Havia um colega chamado BRUNO (morava na FADEL FADEL). Uma das vias "laterais" da SELVA DE PEDRA, onde tinha um irmão chato menor chamado FÁBIO: a mãe era ótima.
E sempre há GENTE DE TURMA ACIMA QUE INCOMODA/uma de nome NICA. Xingava com uma comparsa e depois fugia naquele pátio onde tinha um escorregador. Além da árvore grande onde costumava ficar entre os ramos. Uma vez caiu uma jaca onde quase acertou uma colega (DANIELLE MARQUES GOUVÊA). Havia uma colega chamada NATÁLIA. Onde tinha alguns problemas familiares. Paulo Cordeiro de Melo e Cássio não sei das quantas (este último tinha mania de colocar 'chifrinhos' com as mãos na cabeça dos outros/na manjada aula de música uma das professoras mandou "que colocasse na dele mesmo". Hilária a cena). Havia a MARCELA (amiga da ardilosa KARIN). Já no Paulo parece que vingaram de uma coisa que tal vez antes. E no fascista SANTO AGOSTINHO.
Acho que quando o mundo acabar ficará a edificação. E muitas lembranças.

Anônimo disse...

...Lembro do professor PEDRO PAULO (achava parecido com o JULIO IGLESIAS). Tinha uma colega chamada CRISTÁLIA.
Há alguns anos me comuniquei com o colega ROSS (ROSS LOUIS MULLER NETO). Até tinha algum material sobre a escola.
Havia uma professora chamada SONIA (na qual queria ser aluno).
Tinha alguém da DIREÇÃO chamada MÁRCIA.
Saliento uma ser NADIA, que seria da 3a série: onde andava de muleta por ter sofrido um acidente. Até comentavam.
Uma da 5a série de nome SOLANGE (onde um familiar me disse que 'havia ficado louca por um armário cair em seu pé'). Histórias não faltam.
NIDIA, do CA: um familiar meu foi aluno. Meio que chatelde.
NANA VAZ DE CASTRO, filha de um ilustre: tb colega em 1983.
Ricardo Guerreiro, de origem oriental: ANA ELISA (de nome DA ÂN?). Em 1981. Tatiana (neta de alguém da JOU JOU). Daniela Neves, agora dentista: Deborah d" Almeida.
E na cantina, um casal que se casal: JANDIRA & JORGE. As vezes não se tinha dinheiro e se levava pouco; perguntávamos no que daria e diziam - DÁ PARA DUAS BALAS.
Bobeia vai haver algum acervo do lugar.

Anônimo disse...

Tinha fase da CAPOEIRA (onde cantavam: eh eh eh... capoeira mata um).

Rodrigo

Anônimo disse...

Ana Paula Vasconcelos Mattos Sampaio

Anônimo disse...

Havia a TIA PALMIRA & A TIA MÔNICA, da 2a série: não as peguei; saí após concluir a 1a - onde a instituição já mostrava problemas.
Tinha uma de umas séries acima (PATRICIA) que vivia rindo para mim. Até hoje não entendo a razão. Uma que andava com tal (creio eu) chamada ROBERTA (de cabelos meio que 'clareados'). Mostrava ser GRANDONA. E devia ter menos de 10 anos.
No recreio, os meninos de uma turma jogavam bola na parte junto à cantina: ocupando tal. Achava um óh. Por uma época ficava entre uma árvore grande junto aos brinquedos.
Queria saber por onde andam ANA ELISA e GABRIELA ANDREA (que foram minhas colegas no PRÉ). Se estão vivas são 40ntonas (risos).

Anônimo disse...

...Ricardo Belo, Marcelo (que talvez foi só do PRÉ/imitava VAMPIRO e até tentava morder _ risos!). Daniel Alberto (onde algumas vezes fui rude com tal. Até gostaria de encontrar e pedir perdão). Natalia Pereira Travassos, que era meio que "solta"; teve alguns problemas familiares. Maria Rita Soares Iriarte (advogada no momento). Daniela Neves (que depois foi para o sonso CANARINHOS CAMAIORE). Dentista atualmente.
Tinha uma ROBERTA de outra turma assustadora mesmo. Uma vez bateu na colega PATRICIA DANIELE que cuspia sangue.
Patricia Teixeira que depois foi para a outra escola citada acima. Trabalhava num hotel chique aí da capital.
Rodrigo F. Mola, que uma vez no 1o dia da 1a série me disse que 'ao ver a ANA PAULA sentiu raiva'. Acho que era tu merma.
Silvio Dias de Albuquerque, que uma vez caiu da cadeira e a chata TIA REGINA gritou: "Como é que tu me cai da cadeira?"... Confesso que rio agora.
Adriana Pereira Simões de Carvalho, filha do ROBERTO SIMÕES: tinha um irmão RODRIGO e ambos foram do C. C.(todo mundo foi para tal lugar chato então). Depois muitos para o BAHIENSE & SANTO AGOSTINHO (melhor nem abordar este último).
Saudade tem pouca idade.

Anônimo disse...

Além dos: DOUGLAS VICENTE, Bruno Giordano (me falaram que CUSPIA NO DEVER DE CASA!), um Rogério. Gilberto.
André Gustavo Andrade de Oliveira, que depois estudou comigo no patológico MAGDALENA CARDOSO. Tinha um RODRIGO FERRAZ ANDRADE COSTA neste último... um ó mesmo. Que repetiu a 5a série.
Luiz Paulo da Costa Cunha (que deve residir em PETRÓPOLIS). Disse uma vez que 'em alguma série tiravam pontos do aluno em algo'.
Tinha uma mulher que PINTAVA CAMISETAS da escola. Uma vez se meteu numa 'batida' de carro numa via do CLUBE CAMPESTRE por volta de 1989.
Tinha um BRUNO da tal Tia Nidia.
Tia ANA do C. A. Outra Tia Ana de outra série. Um Paulo. Nana (que acho que foi para o COLÉGIO ANDREWS tempos depois).
Alexandre Algrante (que me falaram ter falecido num acidente). Vitor Hugo.
Talvez deva sonhar para lembrar de mais coisas (js).

Anônimo disse...

... Tabiza (uma criança de cor escura de outra turma/talvez de uma familiar).
Claudio Roberto. Que agora trabalha com RELIGIÃO.
Tinha um PEDRO na época do PRÉ da TIA FÁTIMA (MARIA DE FÁTIMA FONSECA), que as vezes me imitava: parecido com o SALSICHA do SCOOBY (JISOS). Acho que a professora o idolatrava; pois num dia que tal estava ausente ela escreveu na lousa 'Pedro faltou à aula' - ou NÃO TINHA O QUE FAZER. Mais risos.
Renata Bolini (acho este ser o último nome). Até bonita.
Shaula. Parece meio que silvícola. Tinha rede social até tempos detrás.
Uma Luciana de cabelos encaracolados. No ainda PRÉ. Uma vez ela me viu na praia e me cumprimentou e não sabia quem era e não retornei. Me culpo até nem sei quando. Tipo a SHIRLEY TEMPLE.
Muitas destas lembranças até perturbam. Época importante mermo. Onde muitos nem passam assim ocasionando problemas futuristas.


* E impossível esquecer o método até errado de entrarem na fila (diziam "me dá a frenteira. Me dá a trazeira").

Anônimo disse...

E para encerrar o BAÚ da instituição (risos!)...
Tinha uns colegas de nome GERALDO (C. A.), Aline: que foi desta época e depois foi para o SÃO MARCELO. Uma Solange de outra turma.
E uma professora chamada CANDIDA. Morena. Boa gente.

Anônimo disse...

...parece que o BAU JAMAIS SERÁ FINALIZADO. E até seria bom que acabasse.
Tinha um colega da 1a série (e outras?) chamado RAFAEL. Morava no mesmo prédio da ADRIANA SIMÕES (outro meio ruim).
NANA VAZ DE CASTRO, que parece ter a ver com MÚSICA.
Tinha uma RENATA que era colega de uma familiar minha: morava na esquina da ARTIGAS COM A DIAS FERREIRA (numa edificação antiga onde há tempos fizeram uma baita coisa). Talvez na frente daquele que desabou no final da década de 70/e onde há outro com um comercio abaixo.
Fabiana de Aguiar Porto (que depois foi para o (...) CANARINHOS CAMAIORE).
Ah, e no BALNEARIO SÃO PEDRO: onde eu e família tínhamos casa - a diretora HELENA lá tb tinha; tinha filhas grandes na época (MARIA EDUARDA e outras). No Balneário havia uma cadela de nome Li li (bem querida).
Daqui a pouco estarei dando entrevistas mermo. JI JI

Anônimo disse...

**** E + gentez: GUSTAVO, que foi as 1a série (mesmo tempo que mim). Tinha uma irmã mais nova.
RENATO DE PAULA RODRIGUES (talvez do CA). As gurias o idolatravam; a tal KARIN KHALILI uma vez disse que 'ele não importunava' - e relativo.
Tinha tb um MARK, que acho ser do CA (ou PRÉ): cara de estrangeiro.
Quase finalizando: no PRÉ mesmo havia um LUIS FREDERICO, que parecia "ter feito o CA antes'.
LUIZ FELIPE, que foi do PRÉ até nem sei quando; uma vez acho que o vi no LEME.
E para encerrar: DANIEL, que foi do CA. Magro 7 alto. Tinha a mãe de nome LUZIA.


* Daniela G. Moyses, conhecida como PRETA MOYSES: trabalha(va) como GOURMÊ junto do ARPOADOR. Foi depois para o ditador SANTO AGOSTINHO.

Anônimo disse...

... E + gente que ficou na memória (da MANADA mesmo!): JULIA LORDELO COENTRO, de mãe SOLONY - parece que estão em MG no atual momento. A mãe médica e a filha/com problemas de criança _ parece que uma vez teve alguma coisa e 'desmaiou'. E que "teria sido carregada pelo Sr. Joao". Nosta.
Solange: uma lora de cabelo cacheado, costumava fazer algumas coisas ruins com tal rapidamente.
Alois Schneider, do CA & 1a série: tinha um sotaque atípico.
Havia um MARCEL (entrou no meio do ano da 1a série). Tinha feito uma cirurgia cardíaca quando (bem) menor. Depois o vi no IBEU do JB (talvez em 1989 ou 1990). Tinha o cabelo loro tb com cacho e a alcunha era 'abacaxi'.
Acho que lembro + destas coisas do que de mim (risos).

Anônimo disse...

E + dados para a 'interminável lembrança'... alias nem tão boa assim.
JULIANA NOGUEIRA PEREIRA (que parece ter rodado* numa das séries iniciais). Depois foi para o triste MAGDALENA CARDOSO até atrasada (talvez uns 3 anos).
Alias uma que rodou** na 5a série no hipócrita CANARINHOS CAMAIORE, Cristina Neves Matioli: que foi para o aki abordado.
Micaela Bermudez Lopes dos Santos, que era de SP: e ainda reside lá/foi do C. A.
Era lugar de votação e uma atriz famosa votava neste.
Até gostaria de retornar e ver como se encontra dentro.

*** Rodar significa PERDER O ANO, REPETIR aqui no sul: um termo até leve para uma coisa tão ruim.

Anônimo disse...

... Mais gentes: CÍNTIA CÁPUA (que foi colega de um familiar).
Daniel (não recordo o sobrenome). Tinha o cabelo meio de 'casca' (risos). Morava pelos lados da ARTIGAS. Depois estudou no estressante CAMAIORE.
Alessandra Werneck de Macedo, e suas 2 irmãs: depois foram para o nefasto CRJ. Residem em NITERÓI.
E uma colega do tal familiar - uma menininha de origem chinesa; de nome MIÊ. Se estiver viva deve ser uma senhora/ita _ na casa dos 42.

Anônimo disse...

E para ENCERRAR O TÓPICO (alias podiam retirar/nem foi uma escola assim tão MARA)...
Havia duas irmãs, FLÁVIA & FRANCESCA: moravam na GENERAL URQUIZA (altura no número 106). Esta última devia ter NOSSA IDADE. A mais velha meio que purgante.
Um SÉRGIO: de mãe nomeada VALÉRIA, alias UM A CARA DO OUTRO.
No PRÉ _ um EDUARDO que havia se mudado para SP.
Me lembro de transitar por um dos corredores e ver na porta o anúncio 8A SÉRIE. Mal sabia eu que POR VOLTA DE 10 ANOS DEPOIS ESTARIA NESTA. Devia ser em 1981. No PRÉ.
Eram tempos até aventureiros.

Anônimo disse...

* Havia um DRAKE da Tia Rosângela na 1a série, em 83: onde diziam ter 10... caraca! Inclusive esta teve uma doença contagiosa onde teria perdido um bebê até. A aluna ANA CAROLINA CARVALHO teve a ver também.

Robert disse...

I went to this school for a year in 1982. Second grade. My name is Robert and I'm from Sweden. My dad had a job that gave him opportunity for us to move to Rio for a year. Really sad to find out this school closed the way it did.

I have great memories from this school year. My classmates from various nationalities. I hung out with a guy from Holland during the breaks between classes. I remember the lunch room (where these twins, I think, always cried for some reason). I remember collecting airplane pictures. I remember the top floor where we played flute. I remember a corner room where we had Portuguese class. I also remember dropping my jojo (which was popular back then) and hitting my head when standing up so it started to bleed. Had to go see a doctor and get some stitches. I have much more memories than this thought, but it would take a long time to write them all down.

I sometimes wish I could go back to this time. So much simpler and more innocent. I am forever thankful for having experienced everything I did at this school.

Anônimo disse...

...e havia um MARK (talvez em 1981!). De origem GRINGA.
Época onde se FAZIA DESENHOS COM PINTURAS NO PRÉ. E impossível não se sujar com tinta.

Anônimo disse...

Oie:

Acabei de descobrir uma página do pessoal que tem a ver com a escola na manjada rede social... legal até!
Há fotos de TURMAS ANTIGAS.
E quem posta coisas é a baita CIDA (de ARTES). Até queria me comunicar com ela.
No ano passado; dezembro - parece que se reuniram em 9/12 _ meu aniversário até.

Valeu,
Rodrigo (POA RS)

Robert disse...

Por favor, compartilhe o URL para a página que você encontrou.

Please share the url to the page you found.

Anônimo disse...

...E havia (devo abordar TODO O RJ E AGREGADOS!) mais gente: DANIEL, que foi da TIA FÁTIMA no PRÉ em 1981. Acho que fui seu colega na TERESA CHRISTINA (1983). Anos mais tarde estava no deprimente CANARINHOS CAMAIORE.
Lembro que retornava para casa pela rua GENERAL ARTIGAS; na quadra onde havia uma LOJA DE COISAS DE MERGULHO - na quadra enfrente à manjada RIO LISBOA.
E lembro tb que por ser criança achava que "pegava barro de chão e usava para lavar a cabeça" (talvez aki a parte mais cômica do blog).
Confesso que gostaria que DERRUBASSEM ONDE FOI A ESCOLA E FIZESSEM ALGO DE PRODUTIVO. Não entendo pq manter a edificação e remoer tanta coisa.
Tinha tb um VITOR HUGO (época do CA). Uma vez acho que o vi numa via da GÁVEA.

* Quem seria a pessoa de fora que comenta!?

Anônimo disse...

Havia uma garota mais velha (talvez irmã de algum dos colegas!) que uma vez 'meio que imitava o INCRÍVEL HULK'...Como se FOSSE ABRIR A CAMISA E RASGAR (foi numa sala onde ficava um dos REFEITÓRIOS). Outra parte hilária.
Alias devem lembrar das REFEIÇÕES servidas; em dias alternados - pão com manteiga e nos outros ROSCAS. Tinha SUCO. E algumas vezes SALADA DE FRUTA.
Em 1982, serviram uma vez NESCAU EM PÓ: onde muitos passaram a consumir o produto. Coisa boa feita. Embora a escola deixasse a desejar... e qual não deixa!?
E na escada até longa que dava do 1o andar ao pátio (que a CIDA chamava de PAINÉL) havia as LETRAS DO ALFABETO pintadas. E no 'painel' umas CASINHAS onde se ficava/brincava _ creio que se retornasse ao ambiente teria um troço.

ENCERRAMENTO DOS COMENTÁRIOS.

Anônimo disse...

PS: Vão fazer algo no lugar (de nome MOZAK).


Soube que o manjado STOCKLER também fechou. A situação estudantil na cidade está precária.

Anônimo disse...

...que tal REMOVEREM O BLOG (alias o TÓPICO da entidade polêmica)!?
Vem tal ar nostálgico. E será que merece?!
Isso de ter tal PRÉ (no caso PRELIMINAR/onde dizem tb PREPARATÓRIO) era até difícil _ muitos repetiam (ou RODAVAM como diz no sul).
No sul há outras "regras" no ensino; no ano que se completa 7 ANOS se vai para a 1a série - acho isso injusto até. E pessoal ingressa cedo no período escolar.
E talvez o manjado C. A. seja único & exclusivo aí da CIDADE MARAVILHOSA (em muitos casos MALICIOSA).
Isto do ENSINO BRASILEIRO ainda requer PLANIFICAÇÕES.

_____________ // _______________

Anônimo disse...

... No CA havia a tia NIDIA. Entojo mesmo!
Alias como há professores nessa fase que pecam (tia Regina, a tal TEREZINHA: Beti).
Tinha uma que mostrava ser boa da 2a série (Tia Mônica). Não a peguei.
Uma de inglês denominada ELIANA.
Havia uma garota chamada RENATA que depois foi para o fascista SANTO AGOSTINHO/sua mãe se chamava SUELI.
Lembro de um tal 'banho de mangueira' - em 1981; onde quase todos os alunos de uma turma estavam. Lembro de alguém não querer participar.
Deve causar alguma sensação estranha entrar na sala onde se tinha estudado e encontrar tais VAZIAS. Ou até mesmo memorizar de coisas FORTES até _ uau.




.

Anônimo disse...

Na turma da tia HELENA (pré, em 1981): havia uma menina de nome PATRICIA. E um moreno/ambos legais.


¨).