2.9.06

Sobre gatos e rosas


Na minha curta vida bloguística, já detectei duas preferências: gatos e Guimarães Rosa. Refiro-me, claro, aos blogues que costumo visitar. Ao que parece, todo mundo cita JGR, todo mundo posta fotos e conta causos dos seus felinos.
Bem, eu não tenho nada contra gatos. Tampouco tenho qualquer coisa a favor. No fundo acho meio sacal, porque eles destroem sofás e poltronas, e às vezes arranham as pessoas. (Pronto, acabei de perder metade dos meus seis leitores.) Moro numa rua cheia de gatos vira-latas, que fazem a maior arruaça em algumas noites. Anteontem de madrugada, enquanto dois gatos provavelmente se divertiam embaixo da minha janela, lembrei de uma frase ótima atribuída ao Perón, que me foi contada por um amigo argentino: "Peronistas são como gatos: quando você pensa que eles estão se matando, na verdade estão se reproduzindo". Quem já ouviu dois gatos cruzando entende a frase.
Mas não era sobre gatos que eu queria falar, e sim sobre o Guimarães. É que fui na abertura da exposição "O Sertão É o Mundo", no Sesc, e assisti a uma apresentação do Grupo Miguilins de contadores de história. É um grupo de adolescentes de Cordisburgo, MG (cidade natal do Rosa) que recita trechos dos livros dele, interpretando. Que incrível esse trabalho. Porque como a gente não tem o hábito de ouvir o texto sendo falado, cada leitor tende a imaginar o seu próprio falar, com um ritmo e uma cadência peculiares. E esses miguilins falam com a naturalidade de quem já convive com aquela prosa desde sempre. De quem já mais que se habitou a dizer que se deslembrou de alguma coisa, ou de quem às vezes tem, sem tal nem razão, uma moleza no diário, coisa que até parece ser parente da preguiça. Eles já nasceram sabendo que um sentir é do sentente, mas o outro é do sentidor. E ali, assistindo e ouvindo os Miguilins, eu, sentente, sentidora... descarecia, mas fiquei com uma vontade de chorar...

12 comentários:

kellen disse...

veja, adorei o post, porque eu também não sou, assim, uma amante de gatos (de bicho nenhum, confesso. só odeio quem maltrata, mas daí a gostar...rs).
e AMO miguilim. sempre me emociono, sempre. vontade de ver essa exposição...

Rodrigo disse...

Meus gatos me arranham todo dia, mas eu gosto.

Eu vi algo sobre esse Grupo Miguilins num programa da Globo, há alguns meses. Gosto muito da novela do Miguilim, mas aquela outra que vem junto com ela, a do Manuelzão, não me tocou tanto.

celso disse...

Opa! Valeu pela visita, sugestão acatadíssima. Realmente, a letra estava miníscula! Gostei do seu blog, vou te 'favoritar', Guimarães Rosa é o máximo mesmo, acho a leitura bem pesada, mas tem uma riqueza imensa que traduz um pedaço aqui de Minas.

Alba Regina disse...

ana v. dever feito lá em casa viu? demorou mas saiu. aff. quanto a gatos, tenho dois. não era muito fã deles não mas dps q ganhei meu tom...noossa e vou te contar os meus não arranham nunca sabia? acho q eles sentem quem gosta e quem não gosta e logo se defendem já que as garras normalmente estão sempre "guardadas"...quanto ao "sertão..." nunca citei mesmo por ignorância plena. este eu não li...vai lá dps ver meu dever feito! beijo. ^^

Lu Thomé disse...

Anna,
Tenho medo de gatos. Gosto de Guimarães Rosa. E acho que literatura bem feita nas mãos e na boca de grupo de teatro talentosos são o ouro do mundo. Não conheço o Grupo Miguilins, mas fiquei curiosa.
Beijos!

BethS disse...

Anna,
os gatinhos são seres muito especiais, se você se deixar seduzir por eles vai saber do que falo...Agora os Miguilins são geniais... Gostariade ser contadora de historias, com todos os sotaques e respirações necessárias.. Isso devia ser ensinado na escola, não acha?
Beijo, grata pela visita...

D'Noronha disse...

Olá, Anna. Cheguei ao seu blog ao acaso e gostei muito de tudo que li e vi. Vou adicionar. Um abraço.

anna v. disse...

Kellen, a exposição em si é bastante simples. O que valeu mesmo foi os miguilins.

Rodrigo, "Uma Estória de Amor" também é fantástica. Mas "Campo Geral" é mais como uma armadilha, não dá para não cair.

Celso, valeu pelo link. Que bom saber que tem gente de Minas passeando por aqui!

Alba, foi bom pra você?! :-)

Lu, os miguilins são impressionantes. Se passarem pela sua cidade, não perca a chance.

Beth, nao tenho dúvida de que os gatos são especiais. Gosto muito quando acontece de um vir para no meu colo, é uma delícia. Mas eles são muito folgados e temperamentais pro meu gosto.

D'Noronha, obrigada pela visita, seja bem-vindo.

Adriano disse...

Anna,
seu texto a respeito dos gatos é o mais corajoso da blogosfera. rs

anna v. disse...

Hahahaha, Adriano, eu acho que foi um suicídio bloguístico, um tiro no pé...!

Fefê disse...

Como mineira, tenho que engrossar o coro a favor do Guimarães Rosa e dos contadores de histórias. E eu também gostei da sinceridade sobre os gatos. Um abraço

Andréa disse...

Vim aqui por indicação de uma amiga que também é Rosa, sem ter notado links anteriores do Bloggette. Já está nos meus favoritos.
Tb sou do time que não tem afinidade alguma com gatos (ou bichos de modo geral) mas detesta que os maltratem.
E sou tiete do JGRosa, de carteirinha.
Parabéns pelo blog.