11.11.06

Olé! Bacon no cabelo!

A droga do dote é todo da gorda
A diva em Argel alegra-me a vida
Olá, galo
Assim a aia ia à missa
Rir, o breve verbo rir
É pesado? Foda-se, pé!
Tucano na CUT?
Aí é luta, patuléia
Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos
Oi, rato otário
É a mãe! É a mãe!
Lá vou eu em meu eu oval

A incrível vida dos palindromistas, no nº 2 da revista piauí.

8 comentários:

Alba Regina disse...

jesus! ;)

Carrie, a Estranha disse...

Ai, q legal! Amo palíndromos! Já tava achando q era letra de música. Tava achando muito legal! Vou roubar!

Camilo disse...

E eu já tava imaginando que vc teria fumado - hehehe.
Até chegar no ônibus de Marrocos que eu já conhecia e sacar.

Camilo disse...

Errata, leia-se: "imaginando O que..."

Henrique disse...

rsrs Por falar nsiso já viu o filme Palíndromo do Bracinski?

bjs

Ângela disse...

ameeei, sabia? e o mais engraçado. li para meu filho e ele chorou de rir. nada mais gostoso que uma crianca recem alfabetizada descobrir essas coisas da lingua :)

Eduardo Rodrigues disse...

'A droga do dote é todo da gorda' é um clássico instantâneo!

gostei da revista!

Aliás, gostei muito da Rolling Stone tbm.

Gosto de novidades!

jayme disse...

Ótimos, hem?
Beijo,
Jayme