26.12.06

Ufa

Enfim sobrevivemos. Ao natal, às rabanadas, ao calor.

Estive com elas, que são uma grata surpresa, uma lufada de frescor e simpatia britânica no meu verão senegalês. Fomos ao Parque dos Patins, na Lagoa, que é “o” lugar para se estar com crianças, com milhares de atrações ótimas.

Com a família, fizemos o natal no supermercado, mais uma vez um sucesso absoluto. (Ganhei uns chás importados, dei damascos e Nutella.)

O fim do ano é a tradicional “anistia”, ou seja, a volta dos exilados. Impressionante. Todos aqueles que moram fora voltam, de vez ou por um tempo, para essas festas de natal e reveilão. Tempo de muitos reencontros.

E agora no pós-natal ainda saiu mais uma notícia boa, que provavelmente vai significar viagens em 2007. Êba.

O movimento do blogue caiu drasticamente. Não só eu não postei nada como também quase ninguém acessou. Que bom. As pessoas têm uma vida não-virtual, afinal.

E falando nisso, teve também, no pré-natal, aquilo que é a coisa mais legal dessa história toda de blogue. Conhecer os camaradas. Ela esteve aqui, e só deu pra tomar um cafezinho rápido, mas sabe quando rola uma empatia imediata? Então, pois é. Volte sempre, viu?

Várias pessoas deixaram mensagens e comentários desejando feliz natal e bom ano novo. Obrigada a todos, fiquei encantada. Ainda me surpreendo muito com essa comunidade bloguística, pessoas tão carinhosas e atenciosas.

And last but not least, o que as pessoas andam procurando no Google neste fim de ano e vindo para logo aqui:
Suco de manga abortivo (como assim? com leite?)
Simpatias para marido mal educado (difícil, hein, amiga!)
Vestidos gala pre mama (hein?)
E o melhor de todos:
Hidratação para cabelos fudidos (hahaha, se descobrir, eu também quero!)

Um comentário:

kellen disse...

menina, tanto foi empatia imediata que eu pensei o mesmo! que bacana, volto sim, e vc venha por aqui também!
vou aproveitar pra mandar um beijo enorme de feliz ano novo, que 2007 seja um ano cheio de coisas gostosas de viver e lembrar depois!