28.7.06

Teoria da relatividade

Funciona assim: você se estressa com a Telemar, porque instalaram um telefone que deveria ser novo, mas é uma linha de um tronco de mil novecentos e bolinha, que não suporta uma velocidade de 1Mb no Velox (!), e cujo som é baixíssimo, quase inaudível, enfim, uma porcaria de serviço, pelo qual você paga a mesma coisa do que o seu vizinho, que tem uma linha moderna, digital, capacitada e o k-ralho a quatro. Então você resolve trocar de número. Tudo bem, custa 75 real. Tá, mas eu obviamente quero trocar por uma linha que NÃO tenha os mesmos problemas, ou seja, quero uma linha efetivamente NOVA. Ah, senhora, isso nós não temos como garantir. Como assim? Eu vou pagar 75 pau, ter o transtorno de mudar de número, e pode ser que venha uma linha tão ruim quanto ou pior? Mas o que é isso, uma loteria?! É, senhora, não temos como dar certeza. Então você esbraveja, pragueja contra os céus, fica irritada porque vive numa sociedade capitalista que simplesmente não lhe dá opção de escolher um outro prestador de serviço, logo esse serviço que é "o" serviço do século 20-e-1, a telefonia, a comunicação, a internet, e blablablabla. Em seguida você começa a pesquisar sobre como reclamar, escrever para o jornal, guia do consumidor, ouvidoria qualquer coisa. Mas trinta segundos de google depois, você começa a perceber que o seu problema é mínimo, é ridículo se comparado ao de tantas outras pessoas. Porque bem ou mal você tem uma linha telefônica. Você tem o Velox, que funciona. E você nunca foi cobrada a mais, nem teve sua linha cortada arbitrariamente. Ou seja: minha filha, você tirou a sorte grande, tá reclamando de quê?
E assim vamos levando nossa vidinha medíocre no quesito serviços.

2 comentários:

Bela Caleidoscopica disse...

Isso é pq vc não conhece a Brasil Telecom!
A mim me mandaram uma conta de mais de mili reais, cujas as ligações eu ja-ma-is fiz!
Agora, pense que isso tem 3 meses e meu telefone está 'Pai de santo' desde então!
beijo

anna v. disse...

Pois é justamente este o ponto. Dada a conjuntura das telecoms, eu sou uma sortuda. Ai, boa sorte pra ti, Bela.